segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Lamento em Cinza



Os pinheiros da paisagem
não existem mais.
A lembrança
parada na fotografia
desbotou a esperança verde
– da infância, dos sonhos, dos olhos –
que passeavam todas as tardes
pelos pinheiros da paisagem
que não existe mais.
É saudade o que ficou.
Cimentada e fria
nessas paredes pálidas.
O fim de tarde esfumaçado
alonga as sombras do progresso,
fantasmas tristes
dos pinheiros da paisagem
que não existe mais.






Santiago Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário